SOBRE A VISÃO CELULAR

Tenho observado em vários lugares pessoas que se dedicam a criticar o trabalho de células nas casas, alegando diversos motivos, dentre eles o fato de muitas igrejas desviarem o verdadeiro propósito das reuniões para aumentarem a arrecadação ou mesmo fazerem "números" ao batizarem um certo número de pessoas. Eu mesmo já fiz parte de igreja que promovia disputas entre os grupos para ver quem batizava mais, e isso gerava um certo desespero nos líderes que por muitas vezes se viam obrigados a batizar pessoas que claramente não estavam preparados. Já passei por situações de não ter nenhuma pessoa para batizar, pois sempre levei a sério esse trabalho, e fui surpreendido pela visita do pastor, durante o encontro, que utilizou-se de todo seu poder de persuasão e conquistou "números" que foram batizados no dia seguinte.
Pois bem, existem igrejas que não entenderam como Deus trabalha através desses grupos e colocam líderes despreparados a frente do grupo, forçam a barra para ter um determinado de células e acabam encontrando o fracasso ao invés da vitória. Se todos seguissem o princípio básico de uma igreja em célula sem se preocupar com o tempo que demora para seguir esse modelo não haveriam igrejas paradas, sem avivamento.

O modelo de igreja em célula propõe os seguintes passos: Ganhar, consolidar, treinar e enviar.

1 - Ganhar
Através de encontros realizados nos lares é possível atrair mais pessoas para Cristo, até mesmo aquelas que não se interessam em ir para a igreja. Essa visão foi adotada pelos apóstolos que se reuniam em suas casas, note que naquele tempo não haviam igrejas, portanto o culto cristão era realizado dessa forma. Através da ministração da Palavra nas casas, das orações e dos testemunhos é possível ganhar as pessoas para Deus, aliás, não existe outra forma de fazer isso.

2 - Consolidar (após o batismo)
O trabalho de ganhar é somente o primeiro passo da visão, pois não podemos fazer um trabalho incompleto, descontinuado. Após ganhar a alma é necessário consolida-la na fé em Deus, à luz da Sua Palavra. O trabalho de consolidação deve ser um trabalho mais dedicado, pois a pessoa a ser consolidada está dando os seus primeiros passos na vida cristã. Aconselha-se fazer um trabalho individual através do sistema M.D.A (meu discípulo amado) pois essa é uma fase onde onde existe uma grande probabilidade dessa alma se desviar e voltar para o mundo. A conversão e o batismo não garantem que a pessoa permaneça na igreja mas a consolidação sim. O estudo da Palavra, a oração e a intercessão devem ser obrigatórios na consolidação. Aos líderes não pode faltar fé e perseverança.

3 - Treinamento
Eis aqui um passo que muitas igrejas têm errado. O desespero por números tem feito muitas denominações pular esse passo, e isso é um erro fatal.
O treinamento consiste em formar pessoas para abrir novos trabalhos, em outras casas, e assim começar o processo novamente mas em outro ambiente. Chamamos esse processo de multiplicação.
Para haver multiplicação é necessário algo muito importante: Líderes capacitados. Essa capacitação se dá através de treinamento que vai desde o estudo da Palavra de Deus até mesmo técnicas de ensino e técnicas de liderança. Não é fácil formar líderes, existem pessoas que nascem com esse dom mas a grande maioria precisa de uma ajuda, PRECISA DE TEMPO. Isso mesmo, o tempo é tudo nesse passo. Não adianta "jogar" um grupo nas costas de uma pessoa sem treinamento e dizer "Deus capacita" que não dá certo. O que vemos na grande maioria das vezes é um grupo que não consegue crescer. Aqui vai um conselho de quem já viu muitos grupos se destruirem por causa disso: Não importa se seu grupo vai ficar dez anos sem se multiplicar... Invista no treinamento dos seus discípulos e quando chegar a hora, só quando chegar a hora, multiplique seu grupo. Dessa forma podemos passar para o próximo passo.

4 - Enviar
Enviar significa abrir novos trabalhos. Após o treinamento, novos líderes irão assumir seus próprios grupos. Esses líderes irão ganhar, consolidar, treinar e enviar. 


Conclusão:
Como visto, esse é um modelo ideal de igreja pois leva a Palavra de Deus para as casas. É uma forma de evangelizar muito prática e que gera ótimos resultados. O fato de dispensar a liturgia tradicional dos cultos na igreja ajuda a atrair muitas pessoas mas não pode de maneira nenhuma substituir a reunião na igreja. É necessário ganhar e convencer a pessoa a ir também para a igreja, onde Deus revela sua vontade através do anjo da igreja.
Essas reuniões recebem o nome de célula pelo fato de que  uma célula se multiplica em duas e as células multiplicadas se dividem novamente. Assim devem ser os grupos, sempre se multiplicando e crescendo.
Dá certo? Sim, dá certo! Eu sou um exemplo disso, assim como milhões de pessoas que hoje estão salvas graças a essa iniciativa. Basta não desviarem o verdadeiro propósito que é ganhar almas para Cristo.


Wesley Castro
Criador do site E.C

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...